Nordeste Transmontano

Covid-19: Bragança volta a superar os 400 casos ativos

Publicado por Fernando Pires/AGR/FP em Qui, 2020-11-26 14:40

De terça para quarta-feira, o distrito de Bragança registou 97 novos casos de infeção por Sars-Cov-2, um número superior ao de pacientes recuperados que se fixou nos 88.

O boletim atualizado da situação epidemiológica da pandemia regista mais uma morte associada à Covid-19, de uma utente do Lar de Idosos do Centro Social e Paroquial de Torre de Dona Chama, no concelho de Mirandela, a terceira registada naquele equipamento, desde que foi diagnosticado um surto do novo coronavírus que infetou cerca de duas dezenas de utentes e cinco funcionárias.

As autoridades de saúde continuam a não divulgar os novos casos e os recuperados, por concelho, avançando apenas o número total de casos ainda ativos.

Verifica-se que, em 24 horas, houve 8 concelhos em que o número de casos ativos aumentou. Aconteceu em Bragança, com mais 13 casos. Torre de Moncorvo com mais 7. Vinhais e Alfândega da Fé têm mais 3 casos ativos. Já os concelhos de Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Vila Flor e Vimioso registam agora mais um caso ativo.

Freixo de Espada à Cinta e Carrazeda de Ansiães têm os mesmos casos do dia anterior, enquanto os restantes dois concelhos do distrito viram diminuir o número de casos ainda ativos da doença. Mogadouro tem menos 14 e Mirandela menos 9 casos ativos.

Bragança continua a ser o mais afetado com 408 casos ainda ativos. Segue-se Mirandela com 146. Macedo de Cavaleiros com 136. Freixo de Espada à Cinta com 125. Miranda do Douro com 82. Torre de Moncorvo regista agora 65 casos ativos. Alfândega da Fé tem 43. Mogadouro 32. Vimioso 25. Vinhais 20. Vila Flor conta 8 casos ativos e Carrazeda de Ansiães soma 4.

O número total de casos confirmados desta pandemia já chega aos 3250. Recuperados são agora 2134 e há 70 mortes confirmadas.

No entanto, diga-se que já se registaram mais duas mortes associadas à Covid-19. Uma idosa de 90 anos de Vilarinho de Agrochão (Macedo de Cavaleiros) e um homem de 83 anos do concelho de Vila Flor, mas que ainda não vêm reportadas no último relatório, assim como as de hoje verificadas no concelho de Freixo de Espada à Cinta.